GONZAGA DE PAI PARA FILHO


Eu cresci ouvindo coisas como Assum Preto, de Luiz Gonzaga e Sangrando, de Gonzaguinha. Nos bons tempo da rádio, A Triste Partida era música obrigatória.  Entretanto, quando foi feito o filme Gonzaga, De Pai Para Filho foi feito, não tive muito interesse em assistir. Eu já sabia que o relacionamento dos dois cantores não foi dos melhores, a não ser no fim de suas vida. E como o povo brasileiro adora desgraça, pensei que seria só mais um filme no qual a família se destroça toda.



Acabei de ver o filme,  e posso garantir que é algo poético, digno da memória de dois dos artistas mais famosos que o Brasil já teve. Os relacionamentos entre pai e filho são colocados de maneira coerente com uma vida de privações, mesmo que estas privações esteja presentes quando o dinheiro não é o problema. Ontem inclusive, conversando com meu filho, ele falou de como muitas vezes na vida o dinheiro ou falta dele não é o problema nos problemas existentes.



Uma das primeiras cenas que considero das mais acertadas neste filme, é a surra que o Gonzagão leva de sua mãe, quando este desrespeitou um dos "coroneis" de Exu. O que tem de mais importante naquela cena é o que o tal coronel diz a Santana, mãe do jovem bebado:

- Eu só não matei ele, porque ele é seu filho e de Januário.

Se você pensar que o casal era apenas dois dos pobres do lugar, esta afirmação mostra um respeito muito grande por parte do homem rico da cidade. Respeito este reafirmado quando Gonzaga, já famoso volta para sua terra e canta sua famosa: "respeita januário!"

Tive o prazer de visitar Exu várias vezes, inclusive o Museu do Gonzagão e assistir o filme me trouxe memórias de minha infância e juventude.

A Triste Partida 
Luiz Gonzaga


Outro ponto positivo no filme é que mostra como alguém pobre, e semi analfabeto pode chegar ao sucesso através somente de seu talento. Em nenhum momento é mostrado Gonzagão metido com algum empresário inescrupuloso ou com algum político que vai lhe fazer um favor.  Ele sai de casa e entra no exército para sobreviver e depois vai viver do seu talento, tocando tango. Eu nunca imaginaria isto em minha vida. 

A vida entretanto, está longe de ser perfeita, e além do amor de sua infância, Gonzagão perde a esposa, morta de tuberculose e através disto tem de afastar-se também do filho, o qual confia a um casal de amigos.

Sangrando 
Gonzaguinha


O filme em nenhum momento apela ao coitadismo e o relacionamento de pai e filho é mostrado sem que um ou outro sejam tratado como o vilão. Ambos são admiradores da carreira um do outro e sentem falta do relacionamento entre eles.
E ao final é mostrado a reconciliação de ambos e os shows que fizeram no final de suas vidas. E é interessante como os atores que interpretam a ambos tem semelhanças fisicas bem acentuadas tanto com um quanto com o outro.

Enfim, tanto para os fãs, como para aqueles que não conheceram os dois é um bom retrato de artistas que encantaram a muitos pelo Brasil aforam.

Comentários

Pesquise terra plana

Pesquise terra plana
A linha do teu prumo atinge toda a terra. Salmo 19:5

Postagens mais visitadas